ESG na prática

Essa é daquelas propostas que efetivamente unem o útil ao agradável.


Desde quando oficialmente mencionado, em 2004, na publicação da ONU com o título “Quem se importa vence”, o termo ESG (Environmental, Social and corporate Governance), ou “boas práticas ambientais, sociais e de governança corporativa”, vem sendo impulsionado tanto pela importância do seu propósito de melhoria dos processos relacionados a essas áreas, quanto pelo fato de que instituições financeiras passaram a considerá-las em suas análises de investimento, estimulando a sua adoção.


EMPRESAS ESG


De um modo geral, “ser uma empresa ESG” significa planejar e desenvolver ações que promovam resultados consistentes e sustentáveis nessas áreas, ou seja, que não prejudiquem o meio ambiente, que melhorem a qualidade de vida no trabalho, contribuam com a sociedade e que garantam uma administração justa e transparente do negócio, como:


AMBIENTAL (E): Usar racionalmente os recursos naturais, preservar a biodiversidade, reduzir a emissão de gases de efeito estufa, zerar desperdícios, buscar a plena eficiência energética, tratar resíduos sólidos.


SOCIAL (S): Melhorar as condições e relações de trabalho, estimular políticas de inclusão e diversidade dentro e fora da empresa, proporcionar treinamento adequado para os colaboradores, respeitar os direitos humanos, garantir a privacidade e segurança de dados da equipe e clientes, promover impacto positivo na comunidade onde atua etc.


GOVERNANÇA (G): Preservar a independência do conselho de administração, adotar critérios de diversidade na escolha dos membros do conselho, garantir remuneração justa e racional, seguir condutas éticas e anticorrupção, praticar transparência fiscal, impedir casos de assédio, discriminação e preconceito etc.


VALOR DO ESG


Empresas com interesse no mercado financeiro já entenderam que, sob a perspectiva econômica, investir em ESG vale muito a pena. E, por outro lado, em razão dos grandes benefícios ambientais, sociais e humanos que são alcançados, é dever de todos disseminar essa cultura, a fim de ser praticada por cada vez mais organizações.


É preciso compreendermos que lucro não pode ser obtido a qualquer custo e que investir em pessoas tem relação direta com o aumento dos resultados empresariais.


NA PRÁTICA


Comece identificando, em cada área, quais são os fatores correlacionados existentes no negócio a serem analisados, bem como os impactos por eles gerados e em potencial, para, em seguida, idealizar os objetivos e metas e criar os indicadores para, enfim, estruturar os projetos com as respectivas ações que deverão ser desenvolvidas para alcance dos resultados desejados.


Para contribuir com o avanço do ESG no país, estamos disponibilizando, gratuitamente, uma ferramenta que o ajudará na priorização das suas ações, fale conosco!


Fale agora com um de nossos consultores. Clique aqui!


James Warley

consultoria@idecorp.com.br


 

Veja também:


Curta e compartilhe as nossas dicas. Assine a nossa lista e receba orientações gratuitas do Idecorp em primeira mão.

#resultado #consultoria #dinheiro #acelerae #maisresultado #institutoidecorp #jameswarley #planejamentoestrategico #vendas #idecorp #sebrae #projetos #qualidade #produtividade #excelencia #planejamentoestratégico #empreendedorismo #empresa #marketing #liderança #lideranca

11 visualizações

Posts recentes

Ver tudo